Etiquetas

segunda-feira, 30 de junho de 2008

Heróis de Viena

Espanha Campeâ da Europa 2008..............

no melhor europeu de futebol de sempre......

Conclusões deste 13º Campeonato europeu de futebol?

domingo, 29 de junho de 2008

E Pronto ESPANHA Ganhou!!

Para ir à Final...

............ vale tudo
Foto: Associated Press, tirada do site http://www.record.pt/

Se a missão não é politica também....

Se a missão do Papa não é também politica, então o que é isto? "Cavaco Silva espera que a Irlanda volte a referendar o Tratado de Lisboa e que a Igreja Católica ajude a reverter o «não» dos irlandeses. O novo Tratado da União Europeia foi um dos temas da audiência do Presidente da República com o Papa Bento XVI, este sábado de manhã no Vaticano. "

sábado, 28 de junho de 2008

90 anos de Nelson Mandela

Neste discurso Mandela apela á liberdade, paz, união entre diferentes povos e etnias. Termina com um "Que a liberdade prevaleça, Deus abençoe África". Os acontecimentos no Zimbabwe são um perigo para a liberdade e democracia em África?

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Que papel tem este Homem?

Muitas duvidas colocam-se quanto ao papel do Papa na orientação do mundo e como "representante" de Deus na terra.
Desde há muito tempo, e isso aconteceu com João Paulo II, que a figura do Papa deixou de ser apenas aquele representante de Deus na terra.
Sempre se questionou se o Papa tem um papel politico e se deveria ter essa função. Como se fosse um mediador entre as religiões e fosse um participante na construção politica do mundo.
Após João Paulo II ter visitado a Polónia, dias depois o Muro de Berlim caiu. Várias nações pedem ajuda ao Papa nas suas questões internas.
No caso de Bento XVI, é notória a sua intervenção politica. Ao alertar para o que se passa no Zimbabwe, entre outras questões.
O Papa é apenas um religioso. Que apela à harmonia e a paz no mundo. Estabelece as regras da Igreja e faz com que os seus seguidores "oiçam" e 2"sigam" os valores da Igreja. O papel politico que os Papas têm representado faz com que se intrometam em questões que é necessário "apoiar" um lado. Ora o Papa deve ser isento.
A força e a intervenção papal deve ser apenas restrito ao religioso. Nunca fazendo um papel de mediador politico nem de Juiz de conflitos.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

AQUECIMENTO GLOBAL?

Bjorn Lomborg é um ambientalista céptico. Para ele o efeito de estufa não é o fim do mundo e está a ser exagerado com fins duvidosos. A excessiva mediatização do problema e os interresses económicos que gravitam à volta dele, impedem que se olhe para outros problemas, porventura mais graves e de mais fácil resolução. Acresce que, para ele, está por provar o carácter exclusivamente negativo do fenómeno. Sendo certo que atravessamos uma "idade de gelo" que, em qualquer momento se pode agravar, um pouco de efeito de estufa até pode garantir a vida.
Segundo Lomborg, o Protocolo de Quioto, mesmo que viesse a ter resultados (o que é duvidoso), teria adiado o aquecimento global por apenas sete dias no final do século!!! Custa 115 mil milhões de euros por ano, para não ter virtualmente quaisquer efeitos. A ONU estima que com 48 milhões de euros seria possível acabar com a malnutrição, garantir a educação e a assistência medicamentosa em todo o planeta. E um plano de 16 milhôes de euros em investigação e desenvolvimento em novas tecnologias não poluentes seria suficiente para combater o excesso de CO2. Não interessa legislar a obrigatoridade de paíneis solares. É preciso é que eles sejam mais baratos!
Lomborg considera que AlGore (que, enquanto vice-presidente, deixou as emissões em CO2 aumentar 11%) está a manipular a opinião pública ao melhor estilo tele-evangelista, provocando alarmismo e histeria, quando a informação que temos é absolutamente curta e muito parcial. Há inúmeros vectores que desconhecemos ou estão pouco estudados. A falta de informação, aliada ao alarmismo, provoca erros na tomada de decisãoes. Caso típico é o dos bio-combustíveis. Basicamente o que se fez, foi comprar uma enorme quantidade ce comida e metê-la nos depósitos dos carros. Isso deve ter criado cerca de 100 milhões de pessoas, obrigou a devastar hectares de floresta tropical para cultivar mais comida e, no final, custou inúteis milhões de euros que foram parar ao bolso de quem não tem qualquer interesse em "salvar o planeta".
Lomborg acaba de lançar o seu novo livro "Cool It" ("Calma") com edição portuguesa em Julho, pela Estrela Polar.

terça-feira, 24 de junho de 2008

Protestos e mais protestos

Depois dos pescadores e dos camionistas, é a vez dos agricultores se fazerem ouvir. E adivinha-se um buzinão por parte dos taxistas. O país entrou numa onda de contestação sectorial que não se compreende. Dizem que querem um gasóleo profissional ou a redução do ISP. No fundo, querem ser tratados de maneira diferente do resto dos outros sectores profissionais nacionais. Como se fossem apenas eles os unicos prejudicados pelo subito aumento dos combustiveis. Os unicos a enfrentarem dificuldades. Mas estes protestos tem mais do que isso. Para além da questão do gasóleo, ainda reinvindicam outras regalias. Sendo assim, coloca-se a duvida no ar se o ISP não será uma forma de reinvindicar outras coisas. Uma forma de se fazerem ouvir e obterem outros pressupostos. No fundo, paralisaram o país sem primeiro saber a razão das dificuldades. E não tendo em conta que a crise é geral e não sectorial. Outra questão que se levantou foi a adesão ao protesto. Certos trabalhadores não aderiram às lamentaveis cenas que nas ultimas semanas tivemos que ver e ouvir. Com isso obrigaram outros que queriam trabalhar a aderir á greve. A isso chama-se Lock Out, o que é manifestamente proibido. Resta saber a verdadeira razão de tanto protesto e se estes actos levam a algum lado e a que conclusões

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Quem vai pegá-la?

Quem vai vencer o Europeu?
Qual delas tem o melhor futebol?
Quem tem a melhor equipa?
Quem defende melhor?
Quem tem os melhores jogadores?
Quem é melhor orientada?
Quem são os adeptos mais entusiastas?

domingo, 22 de junho de 2008

Beleza à solta no Euro 2008

Palavras para quê? Quem são as mais giras?
  • Italianas
  • Portuguesas
  • Espanholas
  • Suecas

sábado, 21 de junho de 2008

Ouvir Amália é falar de Portugal

Uma grande diva do fado. Uma voz arrepiante e inesquecivel. A voz de Amália faz parte da história de Portugal.

Pois o Verão

O verão também dá para fazer disparates...Lá vim eu cortar a seriedade deste Blog que está a ficar Fantástico!! INTERVALO!!!

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Um Olhar sobre o Norte....

O Norte tem razões de queixa de Lisboa? Tem, tantas, mais ou menos que o resto do País. O Norte tem razões de queixa de si próprio? Tem, tantas e se calhar até mais do que as que tem de Lisboa. Passo a explicar. No tabuleiro das nossas assimetrias, Lisboa é como um sorvedouro. Sempre assim foi e sempre assim será. Concentra serviços e mais serviços, políticos e nababos que gravitam em torno destes sem nada fazer, tem mais gente e precisa e, que diabo, é a capital do burgo. Tem, digamos assim, as suas necessidades. E, como qualquer amante, as necessidades saem caras. Não que eu tenha amantes, mas é o que ouço dizer! Ora, essa voracidade financeira impede, naturalmente, que o bolo, já de si exíguo, chegue para todos. E é aqui que a porca torce o rabo, digamos assim. Isto porque, cá para cima, os que mais barulho fazem sobre a roubalheira lisboeta, por norma, são tudo menos exemplo para quem quer que seja! Políticos, na sua esmagadora maioria para o fracote, Calistos Elóis excluídos das benesses de ir a deputado e que assim se vêem na contingência de cacarejar contra os que lá estão ou pela regionalização … Empresários que, quase todos, espirram canivetes contra o Estado, contra o Fisco, contra os malandros que não fazem nada, mas que, à primeira, mandam o contabilista ser o mais criativo possível, por exemplo … e que à primeira oportunidade não hesitam em apostar numa concessão ou uma parceria público privada; sim, que o Estado só é inimigo quando não pinga nada para o bolso! Instituições e associações, muitas delas habituadas a viver à custa da mama de um qualquer ministério ou dos fundos comunitários. São estes, meus caros, os que berram! No mais, o resto do pessoal anda mais preocupado com outras coisas. Os que se dão ares de mais urbanos hesitam entre um Audi, um plasma, umas férias na neve e logo outras no Brasil, uma barriga menos saliente ou umas mamas mais salientes … e no fim, face a tanta hesitação, fazem um crédito pessoal e acabam afogados pelas dívidas! Os restantes aspiram a ser como os que se julgam urbanos, enquanto suam as estopinhas na fábrica ou se cansam a conjugar o que sabem mais o que lhes disseram sobre como ter o rendimento social, mais o subsídio de desemprego ou uma baixa, e conseguir encaixar tudo isto nuns biscates! E se assim é, pergunto eu contra quem resmungamos e porquê? A culpa não estará mais na nossa inveja secular de não podermos ver ninguém aparentemente melhor que nós? E o desdém com que alguns pacóvios lisboetas se referem aos provincianos que razão de ser tem quando o avó ou bisavô desse idiota saiu da província? E porque é que no Norte não havemos de querer ser como Barcelona e a Catalunha, ou até Vigo, em vez de nos estarmos a preocupar com Lisboa?
texto de Quintino Ferreira Pinto, autor do blogue amigo www.notassoltasideiastontas.blogspot.com

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Pssiiiuuuuuuu.......

Psiiiiuuuuuuuu...
-
Vocês já repararam que este Blog está o máximo??!! Vou sair de fininho!!!!!

IRLANDA SALVA EUROPA

A Irlanda votou “não” em referendo ao Tratado de Lisboa. As elites de Bruxelas afligem-se e os eurocratas não entendem. A Irlanda salvou a Europa. No estado a que se chegou não é mais possível avançar “secretamente”, através da comitologia obscura do funcionalismo caduco da UE. Chega de tratados ininteligíveis que substituem a alínea y) do nº 4 do artigo 432, com a redacção dada pelo Tratado de Xabregas ao artigo 345, nº 3 alínea w) do Tratado de Freixo de Espada à Cinta... Os governantes têm de perceber que chegou a altura de clarificar a situação: evolução na continuidade (até onde e quando?) ou Europa Federal. É isso que tem de ser debatido frontal e abertamente e, depois, submetido a referendo de todos, repito de todos, os cidadãos europeus. Caso contrário andamos a enganar-nos e a perder tempo. Ninguém quer uma Europa secreta, feita de compromissos e salvaguardas, onde o povo não se vê, nem revê. É preciso encarar o bicho de frente!

terça-feira, 17 de junho de 2008

Adeus Felipão

Com o anuncio da saida do Seleccionador para o Chelsea, muito se tem questionado o timing do anúncio da sua despedida.
Scolari sempre foi um treinador de amor-ódio entre os portugueses.
Conquistou o publico com a sua força motivadora, mas por outro lado sempre teve questões tácticas que poucos aceitaram. Nomeadamente perder com a Grécia na final do Europeu português.
Em Setembro passado a relação agudizou-se com o suposto murro a Dragutinovic.
Agora foi o timing escolhido para anunciar a despedida do Chelsea.
Era nitido que Scolari estava farto de estar á frente de Portugal. Queria outros desafios. Um sitio onde pudesse ser menos contestado.
O facto de anunciar a sua saída após Portugal ter garantido o apuramento para os Quartos-de-final, é um sinal equívoco de que os requisitos mínimos estão cumpridos. E contra a Alemanha iremos ver uma selecção fechadinha. Como ele gosta de dizer.
Também mostra que nunca estaria disposto a continuar na selecção até 2010.
Com este anúncio, a motivação será menor, o entusiasmo ir-se-à perder e a Scolarimania irá acabar.

segunda-feira, 16 de junho de 2008

FESTAS DE OEIRAS

As tradicionais Festas da Vila de Oeiras que anualmente decorrem de 1 a 15 de Julho tiveram este ano um inesperado epílogo judicial não previsto no programa camarário. Isaltino Morais, o arcaico Presidente dos dinossaurios concelhios, acaba hoje de ser pronunciado pela 2ª vez, após uma trapalhada processual envolvendo a não audição oportuna de outros arguidos. Será, agora, levado a tribunal por alegada corrupção. Quando? Não sabemos. Este desenlace que muito anima os oeirenses, divididos entre "o homem rouba, mas faz" e os que consideram este caso um chocante e escandaloso exemplo de atonia política, vai ter desenvolvimentos que muito dirão da saúde da nossa democracia. Por exemplo, terá o homem "lata" para se candidatar na situação de réu? E se o fizer que resposta lhe darão os eleitores? Continuarão alegremente a conviver com um político à beira do abismo? Terá o poder judicial força para atempadamente resolver a situação, isto é, proferir sentença que clarifique por uma vez a situação? Se assim não fôr, terá o PS coragem, desta vez, para denunciar o caso e apresentar um candidato forte e ganhador, não fazendo do "independente" Isaltino o seu candidato por omissão, como aconteceu no presente mandato? Que reflexos terá esta situação noutros casos: Felgueiras, Valentino, etc?

Sexta Feira 13

Dizem que dá azar. Principalmente por causa do numero. Outras situações dão azar ou são alvo de superstições. Como o facto de entrar com o pé direito, ter um gato preto, entre outras. Muitas pessoas têm superstições. Tentando com isso trazer a sorte para o seu lado. Procurando ajuda em determinadas situações confiando num ritual que é repetido vezes sem conta. Há casos em que não se praticam determinadas situações porque diz-se, dá azar. Como o numero 13 ou se este dia calhar numa sexta-feira. As superstições são uma fonte de ajuda e de alimentação espiritual para quem procura uma força extra para conseguir obter determinados resultados. Certas vezes estas não resultam e é necessário recorrer a outras formas de superstições....... Terá lógica esta maneira de procurar ajuda? São supersticiosos?

sábado, 14 de junho de 2008

Uma enchente na areia

Onde é que isto se passa?

  • Korea
  • Austrália
  • Hawaii

quarta-feira, 11 de junho de 2008

O PODER DOS BLOGUES

Markus Moulitsas Zúniga criou o seu blogue “Daily Kos” (dailykos.com/) em 2002, como um entretenimento. Hoje é bloguer profissional, com cerca de 1,3 milhões de visitas diárias, com convidados especiais, entrevistas e a inevitável publicidade que lhe permite ter desistido da carreira de advogado. O blogue é assumidamente liberal e anti-Bush. Em 2002 era uma voz discordante da grande maioria. Para se entrar no mundo da política, para se ser comentados político ou “opinion maker” era preciso ter um elevado “pedigree” ou pertencer-se a uma família conhecida e rica. O valor de uma opinião era determinado pelo “status” social da pessoa que a expressava. Nos blogues, porém, a lógica não é essa. Ningém nos pergunta quem somos ou que habilitações temos. A tecnologia abriu-lhe as portas. As pessoas só o julgam pelo valor das suas ideias. “Antigamente era esperado que ficássemos sentados quietos e que deixássemos os editores e “opinion makers” decidir o que devíamos ver e o que devíamos fazer. Hoje a tecnologia permite que tomemos conta das nossas próprias vidas, quer seja através dos blogues, de podcasting, das redes sociais, de sites como o My Space ou o Facebook, de wikes ou do YouTube. As pessoas estão rapidamente a adoptar uma míriade de tecnologias da informação que estão a emergir da Internet e estão a usá-las para se tornarem participantes activos na cultura”. Em vez de irem atrás dos media tradicionais, as pessoas estão a transformar-se nos media. Em vez de se queixarem da música das multinacionais, estão a fazer a sua própria música. Esta é a primeira geração que tem ao seu dispor meios de comunicar com as massas, sem ser através dos habituais “opinion makers”. Markus acaba de lançar um livro, “Taking on the System”, onde considera necessário ser-se um activista no mundo digital. Agora que a Internet existe já não há desculpas. As pessoas têm hoje à disposição os instrumentos para se fazerem ouvir e para darem o seu contributo para um mundo melhor. E até o podemos fazer comodamente através de um portátil, sentados num sofá.

terça-feira, 10 de junho de 2008

Dia de Portugal

O que representa para vós esta bandeira?

O verde?

O encarnado?

A esfera?

O fundo branco?

os castelos?

Desafio-vos a dar um significado a cada parte da bandeira Nacional.

Para a tornar ainda mais importante....

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Portugal Real VII

Não há meio de cumprir as horas

Nós, portugueses, somos conhecidos por chegar sempre atrasado aos compromissos. Nem adiantados, nem à hora combinada. Porque será assim?

Quando se combina algo, tem-se aquela ideia de que é melhor chegar atrasado, porque o outro também vai chegar atrasado. Isso faz com que a outra pessoa, pense o mesmo de nós. Assim alguém fica sempre à espera.

Mas não é só nas combinações diárias. Senão vejamos. Nas reuniões, nas conferências(é sempre com meia hora....); às refeições, até nas aulas certos professores nunca cumprem rigorosamente os horários. Repare-se nas programações das televisões; á excepção do Telejornal não há programa que inicie à hora marcada. Isto acontece muito nos filmes.

Existe muito aquela tolerância de Meia-hora. Por exemplo, combina-se ás 10, mas só as 10h30 é que está tudo pronto.

Por tudo isto, quem chegar adiantado é visto com espanto. Com surpresa, pelo facto de estar pronto a horas!

sexta-feira, 6 de junho de 2008

GALIZA - OS EQUÍVOCOS

No passado dia 18 de Maio, 25 mil pessoas reuniram-se em Santiago de Compostela, na Galiza, em defesa da língua galega, criticando a alegada tentativa estatal de impor o uso do castelhano naquela Região Autónoma.
Segundo Alexandre Campo, um dos promotores da iniciativa, "A nossa língua não é regional, nem dialectal, mas sim internacional. O galego é o português da Galiza e o que nós queremos é que o galego se confunda com o português". E vai mais longe ao afirmar que Portugal e a Galiza foram "O berço da lusofonia, a língua original que se falava no séc. IX entre as cidades do Porto e de Compostela". Depois acusa as autoridades de terem um "Plano de substituição linguístico, colocando o português da Galiza numa situação muito difícil". Indepentemente da empatia com estas declarações e de uma nostalgia do Condado Portucalense, convém contextualizar.
De facto, esta situação de divórcio linguístico vem desde a independência de Portugal e da opção estratégica (aliás, a única possível, sob pena de excomunhão) de conquistar terreno aos mouros, abandonando os galegos à sua sorte. E a sorte não foi grande. Ficaram excluídos do movimento português dos Descobrimentos e foram colonizados pelos castelhanos. A língua ressentiu-se. Não se enriqueceu com as novas expressões trazidas pelas caravelas. Ficou arcaica e, ainda por cima, foi administrativamente combatida pelo centralismo castelhano.
Os movimentos "independentistas" e "lusitano-integracionistas" do princípio do séc. XX trouxeram algum a alento à autonomia galega, mas cedo estiolaram com a Guerra Civil de 1917 e, posteriormente, devido à acção "harmonizadora" do general Franco. Mesmo já depois da autonomia regional e em pleno regime democrático, a Junta da Galiza, entregue ao Partido Popular (de direita), impôs a norma ortográfica castelhana, em 1992. E, pelos vistos, o ataque continua... Tem, pois, razão para estarem descontentes os verdadeiros galegos!
Haverá seguramente razões económicas (duplicação de traduções; livros de estudo; etc), mas as principais motivações são seguramente políticas: o centrão espanhol não resiste à hegemonia.
Agora, convenhamos, será esta a melhor forma de protesto? Alegar a portugalidade do galego 12 séculos depois é ter muita memória ou estar completamente perdido em equívocos. O que querem os galegos? Ser portugueses? Ou dominar Portugal? Falar português moderno ou manter as suas especificidades no contexto espanhol? Não será um bocado tarde para voltar ao passado? Para quê chover no molhado? A solução não estará, mais uma vez, na Europa Federal e na possibilidade das várias nações encontrarem um "porto de abrigo" cultural nesse novo Estado a constituir? Não deveriam as nações pequenas, como a Galiza ou até mesmo Portugal, serem as primeiras a reivindicar essa nova Europa, em vez de esperar, reactivamente, que o inevitável aconteça promovido pelas grandes nações?
NOTA: Quem quiser aprofundar o tema pode consultar "Portugal e Galiza - Uma só Nação", de vários autores, editado pela "Nova Arrancada"
jp

Monumental de Lisboa

Chamam-lhe a Monumental de Lisboa.
Estou a falar da Praça de Toiros do Campo Pequeno.
É uma das maravilhas da nossa capital.
Um ícone da tourada portuguesa, o Campo Pequeno sempre foi visto como um lugar de encontro para aqueles que amam as touradas. Também para encontros sociais.
Normalmente as corridas à Quinta-Feira são um pretexto para rever amigos, conhecidos ou simplesmente querer fazer parte da festa taurina portuguesa.
Aí está uma caracteristica da praça de toiros. A realização do espectáculo taurino à Quinta-Feira. Porque ao Sabado as pessoas podem estar fora, e assim à Quinta-Feira as pessoas encontram-se para a festa.
Após a sua reinauguração, O Campo Pequeno tornou-se num espaço lúdico. Aí se realizam concertos, eventos. Para além de estar transformado num Centro Comercial.
Por isso se pode dizer que o Campo Pequeno está de novo em grande........

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Rir enquanto se lê um livro

A nossa literatura é muito entendiante?
É séria de mais?
Não consegue ser humoristica? Tem dificuldade em transcrever piadas para o papel?
Ou os humoristas não conseguem fazer rir a malta no livro? Falta de imaginação ou de jeito?
Fazer rir na TV é diferente quando se trata de literatura?

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Obama aponta para a Casa Branca?

E ja está Barack Obama é o candidato democrata para as presidenciais Norte-Americanas.
O sonho tornou-se realidade e Barack fez história.
Tudo começou com a vitória no Iowa.
Apesar de Hillary ainda tentar por outra via que não a democrata, ser eleita, a verdade é que Barack Obama conseguiu os delegados necessários para disputar em Novembro a liderança com o republicano John Mccain
Foi notável a ascensão de Obama. Conseguiu reunir em si a atenção dos Media, o entusiasmo das pessoas e um discurso verdadeiramente empolgante e convincente. Tudo o que é necessário para se conquistar os exigentes eleitores norte-americanos
Obama defende uma retirada rápida do Iraque. Prefere a via diplomática em vez das armas para resolver os conflitos com o terrorismo.
Agora a disputa com o republicano John Mccain vai endurecer até porque Mccain é um discipulo de Bush, defendendo ideias parecidas com o actual presidente.
É um facto que Barack Obama conseguiu a eleição. E que fez história....
Agora o sonho está a pouco de se tornar realidade.......

terça-feira, 3 de junho de 2008

Esta menina é loura, ruiva ou morena?!

Nova diva da musica Mundial

Qual Amy Whinehouse, qual quê.
Joss Stone é a nova diva da musica moderna.
Bonita, com presença no palco, atitude, uma voz magnifica e um estilo inconfundivel
No Rock In Rio distribuiu rosas pelo publico.....
Mas estamos perante a nova Rosa musical Mundial

DA CRISE À DEPRESSÃO

Corremos o risco de passar da crise à depressão profunda. Depois da antecipada e precipitada recepção oficial da equipa nacional de futebol pelo PR; depois da triunfal marcha até ao aeroporto e depois do patético delírio da emigração suiça que vê nestas situações a única possibilidade de atasanar os caretas polícias helvéticos com buzinadelas fora de lei, finalmente o futebol vai começar. Veremos se vai ser tâo triunfal...!
A crise, essa, mantém-se mundial e estrutural. O futebol é apenas europeu e perfeitamente conjuntural. Mas, se a equipa das quinas não fizer boa figura, a crise arrisca-se a passar a depressão. É esta a grande responsabilidade desta selecção de craques pagos a peso de ouro que se passeiam arrogantes autografando diletantemente multidões de fãs, mastigando pastilhas elásticas da Gucci, por entre valises Vuiton. A missão deles não é ganhar. É fazer os portugueses esquecer a crise. Evitar que a crise passe a depressão.
Só pode ter sido isso que o PR lhes disse antes do embarque. Que todos os políticos deste país lhes agradecem qualquer coisinha que distraia os professores, os pescadores, os devedores..., enfim, todos nós. Que os políticos lhes ficarão eternamente gratos se pelo menos forem à final!
jp

segunda-feira, 2 de junho de 2008

INTERVALO

Gabriella Cilmi 'Sweet About Me'

Um apoio incondicional

Uma bela adepta italiana invadiu o treino da Selecção que vai disputar o Europeu 2008 na Suiça...
Com apoio destes a equipa italiana já tem a taça garantida.
Que força motivadora tem este tipo de apoio?

domingo, 1 de junho de 2008

Conquistando outros planetas

Há dias a sonda Norte-Americana "phoenix" aterrou em Marte.
Há uns anos era impossivel esta descoberta.
Depois da Lua, Marte foi o passo seguinte. Para saber se existiu vida no planeta vermelho.
Se existiu que tipo de vivências havia em Marte. Seres com uma cara de dois olhos? Vários membros? Ou simples partículas mínimas?
O que é de assinalar é que já chegámos a Marte. E que a possibilidade de descobrir "novos" planetas ou novas formas de vida é hoje enorme.
Devemos aproveitar esse facto para conhecermos a vida extra-terra. Para conhecermos melhor os nossos vizinhos e saber que materiais estiveram na sua origem.
Com a chegada a Marte, novas oportunidades além-terra se abrem.
O futuro em termos de astrologia é risonho.
Podemos almejar um dia vivermos ou passearmos fora da terra
Até onde poderemos ir é a pergunta que se coloca nos tempos mais próximos.
No que à conquista do espaço diz respeito.....
Share Button