sexta-feira, 29 de junho de 2018

A última vida política de Santana Lopes pode ser a melhor

O antigo líder social-democrata continua a surpreender no plano político. A recente decisão de terminar a ligação com o partido só pode ser entendido como um fim nas actividades políticas e nunca como um abandono depois de ter sido mais uma vez derrotada para a liderança. 

O problema é que Santana Lopes tem muitas vidas políticas, que emprestou ao país durante quase 30 anos, pelo que, não se pode descartar uma nova aventura. No entanto, teria que ser fora do PSD porque o futuro depois de Rui Rio será com uma geração mais jovem. 

A ideia de criar um partido político poderia ser uma solução interessante para Santana Lopes continuar ligado de forma livre. Em muitos momentos do percurso, o social-democrata mostrou capacidade para pensar pela própria cabeça. Recordo que foi o único antigo lider do PSD que colocou os pés no Congresso depois de Passos Coelho perder a chefia do governo, mesmo tendo ganho as legislativas de 2015. 

A mobilização nunca seria um problema porque muitas pessoas, sobretudo os mais novos e aqueles que não têm uma participação política activa, estão com vontade de aderir a um eventual novo projecto.  Neste momento, Santana Lopes é o único com capacidade para oferecer uma nova imagem à política portuguesa, como aconteceu com Albert Rivera em Espanha. O outro é Rui Moreira, mas as obrigações na Câmara Municipal do Porto devem adiar o compromisso com o país.

1 comentário:

João Menéres disse...

Rui Rio tem um perfil que se adequa a ser um bom e efectivo Presidente da República.
Quanto a Rui Moreira, julgo que não deseja ser mais que um excelente Presidente da Câmara.
Santana Lopes ( que não conheço pessoalmente ), por mais sangue que tenha na guelra, acho que se pretendeu afastar do actual momento político nacional e do próprio partido de que foi fundador.
Sempre pensei que a sua demissão da SCML foi um erro pessoal.

Share Button