Etiquetas

segunda-feira, 9 de abril de 2018

A nossa vida está condicionada pela tecnologia

As polémicas em torno da utilização de dados por parte do Facebook para alterar comportamentos políticos revelam que a nossa vida já está a ser bastante vigiada.

O famoso Big Brother há muito tempo que entrou em nossa casa sem necessidade de utilizar câmaras ou escutas telefónicas. A forma como as companhias tecnológicas conhecem os nossos gostos pode vir a ser assustador em situações negativas como aquela que originou o último escândalo.

A vigilância electrónica que sofremos porque apenas utilizamos as redes sociais coloca em perigo o nosso dia-a-dia, privacidade, além de escolhas pessoais e profissionais. Os problemas relacionadas com as opções políticas também são assustadoras, mas fazem parte de campanhas totalmente legítimas dos agentes. O barulho que se faz contra o Facebook e outras entidades é mais uma tentativa de denegrir a Rússia.

O verdadeiro problema está relacionado com a possibilidade da nossa vida ser alterada por causa do que escrevemos nas redes sociais e da informação em cada perfil. O conhecimento pessoal ou profissional de uma pessoa já não se faz através de contactos directos, mas pela informação virtual que se recolhe em diversas plataformas. 

A nossa liberdade diminuiu por causa daqueles que gostam de investigar virtualmente outra pessoa. O problema é grande devido à falta de controlo e regulamentação que se pode ter relativamente a eventuais criminosos virtuais.

Sem comentários:

Share Button