Etiquetas

sexta-feira, 23 de março de 2018

A estratégia inteligente de Trump

A intenção do presidente Donald Trump em se reunir com Vladimir Putin e Kim Jong-Un nos próximos meses é uma excelente táctica para acalmar o clima tenso que se vive a nível mundial. 

O primeiro objectivo do líder norte-americano passa por reestabelecer as relações entre os Estados Unidos e os dois países. A Rússia e a Coreia do Norte têm colocado pressão sobre Washington de formas diferentes. No primeiro caso a nível diplomático enquanto Pyongyang ameaça belicamente o inimigo. 

As afirmações de Trump não são as melhores, sobretudo porque são feitas através do twitter, impossibilitando que se saiba o estado de espírito por detrás das mensagens. Contudo, a vontade demonstrada em reunir com Putin e o líder norte-coreano são um passo em frente. Talvez tenha sido por esta razão que se procedeu à substituição de Rex Tillerson.

As tensões verificadas nos últimos anos serão diminuídas após os dois encontros bilaterais, embora se mantenha a desconfiança porque se tratam de velhos inimigos. Neste momento, o mais importante é acabar com um possível estado de guerra a nível diplomático, comunicacional ou militar.

Não é fácil prever o que vai acontecer a seguir, mas a aparência de paz será uma realidade, sobretudo na relação entre Washington e Pyongyang. Tem que se valorizar a posição de Trump por ter a coragem de apaziguar ânimos, nomeadamente numa altura em que circulam notícias relacionadas com a tentativa de Robert Mueller ligar o nome do presidente à investigação do envolvimento de Moscovo nas presidenciais 2016. 

Apesar de muitas reticências relativamente à forma como o presidente colocou os Estados Unidos no plano internacional, as próximas acções beneficiam a tranquilidade do país e também da Europa.

Sem comentários:

Share Button