Etiquetas

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

A vontade de Puigdemont permanecer na ilegalidade

A proposta de Madrid em realizar eleições antecipadas na Catalunha foi a melhor jogada política de Mariano Rajoy nesta crise aberta pelos independentistas. 

A medida poderá ter sido decisiva na conquista da opinião pública e também no apoio internacional. O presidente do governo espanhol transferiu a responsabilidade da divisão da sociedade catalã e espanhola para os separatistas. 

Os partidos políticos que apoiam a independência devem ir a jogo porque uma vitória também reforça a legitimidade de realizar o referendo. O grande erro de Puigdemont, além de ter revelado ser um líder fraco, foi ter avançado sem apoio institucional e pouco suporte popular. Os recuos das últimas semanas deveriam ter sido concretizados para ganhar mais suporte na defesa da causa independentista. 

A resposta do ex-líder da Generalitat confirma a vontade de permanecer em rebelião e continuar a luta nas ruas, o único palco onde ainda tem algum apoio. Contudo, qualquer acto de Puigdemont vai continuar a dividir.

A partir de agora a luta pela independência far-se-à no plano político e através do voto. A divisão dos catalães no próximo dia 21 pode ser expressa nas urnas, como notam as sondagens, mas haverá sempre mais legitimidade para iniciar um novo caminho.

Sem comentários:

Share Button