Etiquetas

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

A má gestão política no acordo nuclear e no Obamacare

As últimas medidas anunciadas por Trump no plano interno e externo prejudicam a actual administração, que continua a tomar decisões sem o apoio do Congresso. Isso não é uma novidade a nível de presidentes norte-americanos, mas Trump tem mais possibilidade de ser afectado pelas decisões porque é bastante criticado sempre que faz alguma coisa. No entanto, a revogação lenta do Obamacare e o fim do acordo nuclear iraniano são dois assuntos que foram bem desenvolvidas por Barack Obama.

A forma como Trump desafiou o Congresso na questão do novo plano de saúde terá efeitos negativos na relação entre as duas instituições e dificilmente beneficiará os cidadãos. O modo como o presidente tenta ultrapassar o Congresso é sempre motivo para uma nova rebelião dentro do Partido Republicano. Trump não está a aproveitar a maioria na Câmara e no Senado para construir pontes e solidificar a maioria dos republicanos nas próximas eleições intercalares em 2018.

O aviso dado ao Irão é uma forma dos Estados Unidos se retirarem gradualmente do acordo nuclear. A manutenção dos restantes países como a Rússia, a China e também a União Europeia salvaguarda qualquer efeito negativo do ataque que Trump faz a Teerão devido à pressão da Arábia Saudita. As constantes ameaças já deveriam ter sido concretizadas porque a situação de impasse prejudica a implementação do acordo. Os restantes países não podem pagar um preço elevado por causa do isolamento norte-americano.

Sem comentários:

Share Button