sexta-feira, 2 de junho de 2017

Os maiores desafios da história da UE

A União Europeia vive a pior crise desde a fundação na segunda metade do século passado.

Os desafios são cada vez maiores e parece que existe sempre mais um problema que ameaça a coesão interna. A saída do Reino Unido é o pior acontecimento político, sendo que, o terrorismo ocupa a primeira posição a nível social. No entanto, o combate aos terroristas tem de ser global porque todos são atingidos. 

As questões políticas afectam a união e a solidariedade dentro e fora das instituições, pelo que, não pode ser a Alemanha e a França a conduzirem os destinos políticos da União Europeia consoante os desejos dos respectivos líderes. 

Apesar da posição do Reino Unido, a União Europeia teme mais o poder da Rússia e o afastamento dos Estados Unidos porque com a influência do primeiro sobre os países do leste tem menos capacidade de expansão e sem os norte-americanos não consegue resolver situações como o combate ao terrorismo, as intenções de Putin e a guerra na Ucrânia. A crise económica será gerida apenas e só pelos membros da moeda única. 

As reacções negativas ao Brexit e à suposta ameaça russa afastam os países que gostariam de optar por uma solução diferente. Os membros mais fortes incluem os menos poderosos em decisões pouco debatidas. 

Sem comentários:

Share Button