Etiquetas

terça-feira, 2 de maio de 2017

Todos ganham com a descida do desemprego

Os números do desemprego estão a diminuir, embora de uma forma lenta, tendo em conta que o governo já tem quase dois anos de mandato. 

Apesar de tudo, o trabalho realizado é positivo, mas a trajectória iniciada pelo anterior executivo tinha de ser seguida. Os níveis ainda são elevados e não parece que vão descer muito até ao final da legislatura, pelo que, a geringonça também será penalizada por não ter livrado muitas pessoas do desemprego.

Após a crise de 2011 iniciada por José Sócrates nenhum governo pode voltar a aumentar os níveis de desemprego em Portugal. Quem o fizer será fortemente julgada politicamente. 

A histeria dos partidos da direita que pretendem recolher os louros dos números também não faz sentido. Qualquer executivo tem obrigação de terminar com uma praga social que afecta Portugal há quase dez anos, sobretudo os jovens. 

O discurso partidário deveria ser virado para as pessoas que recuperam os empregos e não utilizá-los como uma vitória política porque são os portugueses que ficam a ganhar. 

O presidente da República deveria ter um papel interventivo nesta questão, como sucedeu várias vezes com Cavaco Silva, mas não é fácil alguém que pretende desestabilizar, tentar arranjar consensos.

Sem comentários:

Share Button