sexta-feira, 12 de maio de 2017

As derrotas consecutivas dos socialistas europeus

A esquerda está perto de sofrer uma nova derrota no Reino Unido. 

As mudanças de discursos de alguns partidos socialistas para zonas mais à esquerda tem tido consequências a nível eleitoral. O resultado nas eleições presidenciais em França é preocupante para a recuperação do poder por parte da esquerda tradicional, que também ficou sem importância depois das legislativas na Holanda.

A falta de soluções equilibradas estão a afastar os eleitores mais jovens, por causa do ataque excessivo às grandes empresas e aos negócios. A propaganda de Jeremy Corbyn continua a ser de um militante da extrema-esquerda. 

As pessoas não estão receptiva ao tipo de discurso do líder trabalhista porque sentem que os empregos ficam em risco. 

Desde há muito tempo que as visões mais radicais se apoderaram dos socialistas, que não têm outro caminho senão iniciar uma luta contra o capital para ser a voz dos trabalhadores. O medo de continuar ligado ao centro é uma das principais razões das alterações.

A vitória de Macron surge na altura em que os partidos socialistas e sociais-democratas enfrentam a maior crise de sempre porque deixaram de se interessar pelo centro.  

Sem comentários:

Share Button