terça-feira, 4 de abril de 2017

O problema da globalização do terrorismo

A ameaça que o mundo livre enfrenta não é apenas a do Estado Islâmico. Os vários grupos radicais ou guerrilhas perceberam que podem atacar os governos através de acções terroristas de modo a provocar o medo, a confusão e a revolta popular contra os executivos. 

Os grupos perceberam que podem fazê-lo quando e onde quiserem, já que, não é difícil subir um passeio cheio de pessoas num carro ou numa mota. 

A atenção dos meios de comunicação social que transmitem a mensagem política com enorme terror também é um ganho dos terroristas. Os efeitos pretendidos não é apenas aniquilar o maior número de pessoas, mas também causar medo em tantas outras. 

O mundo Ocidental tem tido um comportamento errado porque está focado unicamente nas acções do Estado Islâmico, esquecendo a quantidade de situações, como a da Rússia, favorecendo o crescimento de outras células. 

Na minha opinião não estamos apenas num guerra ideológico ou confronto de civilizações. Os países mais fortes possuem máquinas de guerra para destruir os pequenos grupos, cuja única resposta com efeito passa por chegar aos países e colocar bombas em locais estratégicos. 

Sem comentários:

Share Button