terça-feira, 25 de abril de 2017

O eterno descontentamento popular face à classe política

Após cada celebração do 25 de Abril nota-se mais o descontentamento da população face à classe política. A liberdade conquistada há 43 anos não tem sido devidamente celebrada.

Os nossos actuais governantes deviam pensar mais nas pessoas do que nos interesses partidários. Os partidos deixaram de falar para as populações, passando a reunirem-se em conclaves secretos.

O 25 de Abril também já não evoca memórias políticas de antigamente, porque os lutadores estão fora do combate, mas o principal argumento contra a falta de interesse pela data histórica é a certeza que a democracia não consegue resolver os problemas das pessoas. 

A maior parte das pessoas sente que já não faz parte de uma sociedade onde supostamente deveria imperar a democracia. Os valores de Abril deixaram de ser respeitados pela nova classe política que se preocupa mais com ambição e poder do que com servir em nome do povo.

O sentido de missão que caracterizou o serviço público passou a ser substituído pela vontade férrea de ter uma vida tranquila na administração pública.

Por estas razões, celebrar Abril já não é o mesmo que há uns anos. Nunca se pode falar em liberdade nestas actuais condições.

Sem comentários:

Share Button