Etiquetas

quinta-feira, 20 de abril de 2017

A primeira e última oportunidade para Marine Le Pen

No próximo domingo os franceses votam para escolherem os dois candidatos que passam à segunda volta nas presidenciais.

Nos últimos dias, o fenómeno Marine Le Pen desceu nas intenções de voto, colocando em causa a passagem à derradeira eleição. Neste momento, o grande destaque em termos populares chama-se Emmanuel Macron. 

A forma como Le Pen deixou de ser a candidata mais aclamada revela que o terrorismo nem sempre consegue vencer. 

As eleições presidenciais são a última oportunidade para Le Pen conseguir passar a mensagem. Não quer dizer que a Frente Nacional termina, mas dificilmente outro líder terá tanto carisma como Marine. Qualquer resultado que não seja a vitória, mesmo passando à segunda volta, será entendido como um fracasso para a candidata e também para os nacionalismos. 

Ao contrário do que acontece em Portugal, em grande parte dos países europeus os líderes derrotados não se eternizam no poder, pelo que, a força de um partido depende essencialmente das bases e dos militantes, além do trabalho efectuado nos parlamentos. No caso da Frente Nacional, devido à popularidade da actual liderança, as fichas serão todas colocadas nesta eleição também para aproveitar o momento de instabilidade na Europa. 

Não acredito que o actual discurso consiga obter os mesmos resultados daqui a quatro ou cinco anos porque as circunstâncias e os problemas serão diferentes. 

Sem comentários:

Share Button