terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Medida explosiva

As medidas de Trump relativamente à entrada de muçulmanos no país já estão a levantar polémica, prometendo causar divisões nos Estados Unidos, mas também no resto do mundo, em particular na Europa.

Os acontecimentos que surgiram poderão estar indirectamente ligados à decisão presidencial. As manifestações, as acções nos tribunais, as petições públicas, o homícidio numa mesquita no Canadá e as reacções dos líderes europeus relativamente à integração. 

O impacto da medida está a ser bastante forte nos Estados Unidos, mas também fora do território norte-americano. A contestação dentro dos Estados Unidos é normal porque tem sido a principal notícia desde a eleição de Trump. Não se pode criar nenhuma expectativa falsa relativamente às novas políticas. Isto é, mesmo assumindo a pele de Presidente, Trump vai cumprir as promessas. A única entidade que pode travar as intenções é o Congresso dominado pelos republicanos. Por exemplo, John Mccain garantiu que pretende impedir a concretização de algumas medidas.

Os discursos dos líderes europeus também não surpreendem, já que, a maioria decidiu fazer campanha anti-Trump para influenciar as eleições. A Europa fala em integração, mas recentemente teve problemas na resolução da questão dos refugiados, sendo praticamente obrigada a aceitar as milhares de pessoas que chegavam da Síria e de outros locais. A hipocrisia continua a ser uma das principais marcas dos governantes europeus, que teimam em se meter nas políticas internas de outros países, em vez de arrumar a casa. 

Sem comentários:

Share Button