Etiquetas

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Pouco entusiasmante

O primeiro mês de Trump como Presidente eleito dos Estados Unidos não tem sido entusiasmante, ao contrário do que aconteceu durante a campanha eleitoral.

As nomeações para os cargos mais importantes não são grandes referências da política norte-americana, sendo que, alguns provêm do sector privado. 

O desconhecimento pode ser um benefício, mas também uma desvantagem. Se Trump pretendia Washington fora das mãos do sistema, tem cumprido com a palavra, embora existam cargos com necessidade de experiência e conhecimento dos corredores porque o Congresso e o Senado vão ser os maiores opositores do Presidente que vai ser empossado no dia 20 de Janeiro. 

Neste momento, as nomeações têm sido bastante analisadas pelos meios de comunicação social para perceber qual é o caminho da futura administração, sendo que, se afigura complicado fazer qualquer previsão. As nomeações que mostraram um pouco daquilo que estaria na cabeça do  novo Chefe do governo foram para o gabinete. A integração de Steve Bannon e Reince Priebus sugerem que Trump pretende ter o Congresso na mão, mas actuar com as ideias que o levaram à Casa Branca. 

Não acredito que seja uma tarefa fácil. 

Sem comentários:

Share Button