quinta-feira, 24 de novembro de 2016

As campanhas socialistas

As últimas notícias mostram que o governo já está em campanha eleitoral. Nos últimos dias, o executivo socialista recuperou a Carris, vai integrar os trabalhadores precários na Função Pública, além de aumentar o salário mínimo nacional.

Numa altura em que falta pouco tempo para as autárquicas, o executivo aposta na melhoria das condições de vida dos funcionários públicos. Isto é, de uma grande parte do eleitorado socialista. É verdade que a pressão do PCP tem resultado para o governo ceder nalgumas questões. O sindicatos estão a obter resultados com António Costa em São Bento.

Ora, os socialistas começam a campanha antes das legislativas de 2019 porque as autárquicas de 2017 são mais importantes para o futuro de António Costa. Mesmo uma vitória do PS pode ser motivo suficiente para o primeiro-ministro abrir uma crise com os parceiros tendo em vista conquistar uma maioria absoluta, já que, nem BE ou PCP embarcam numa nova aventura deste género.

Os socialistas dizem que estão a cumprir o prometido, mas já se verificam algumas medidas que também foram adoptadas durante o mandato de Sócrates antes das legislativas de 2009. 

A única salvação para o PS voltar a ter o apoio/voto dos funcionários públicos passa por satisfazer as exigências da função pública. Só dessa forma também consegue retirar votos ao PCP.

Sem comentários:

Share Button