Etiquetas

terça-feira, 15 de novembro de 2016

A aproximação a Cuba beneficiou mais os norte-americanos

A política externa de Barack Obama fica marcada por alguns falhanços, mas vitórias que podem ser importantes para os Estados Unidos no futuro. 

A questão de Cuba, o acordo nuclear com o Irão e a aproximação a China foram três triunfos do actual presidente norte-americano que batalhou bastante para defender os interesses dos Estados Unidos.

É normal que os candidatos republicanos tenham dito que se trataram de maus "negócios", sobretudo na questão cubana e iraniana, mas a verdade é que, nos dois assuntos os americanos ficaram a ganhar.

O reatamento das relações com Cuba tiveram como principal efeito permitir aos norte-americanos se instalarem no país, embora com alguma calma. No entanto, dentro de um ou dois anos haverá mais hotéis norte-americanos, empresas e turistas em Cuba do que trabalhadores cubanos na Florida.

Os Estados Unidos encontraram em Cuba um paraíso para florescer os negócios, sobretudo se tivermos em conta que se trata de um verdadeiro destino paradisíaco. É natural que a economia cubana seja beneficiada, mas serão os grandes empresários norte-americanos que ficam com maior fatia do lucro. 

A nível diplomático não há grandes problemas porque o país deixou de ser um ponto importante da União Soviética, não sendo também um aliado da velha Rússia de Putin que pretende mal aos Estados Unidos. 

Sem comentários:

Share Button