terça-feira, 18 de outubro de 2016

Aleppo e Mosul

As duas cidades estão a sofrer ofensivas importantes das forças sírias e iraquianas, bem como da coligação e dos curdos com o objectivo de acabar com a influência do Estado Islâmico na região.

Neste momento, existe um grande contingente de soldados às portas de Mosul para liquidar os guerrilheiros do Daesh que ainda controlam a cidade. Na cidade síria de Aleppo, a coligação, em particular os aviões russos tentam esmagar os últimos focos de resistência. 

O Estado Islâmico conseguiu alcançar as duas cidades, mas não chegou às capitais da Síria e do Iraque. Se o fizesse era o fim da região. 

Nota-se uma vontade muito grande por parte de todas as forças para acabar com a guerra iniciada pelo Estado Islâmico. No terreno estão povos que se odeiam, mas precisam de fazer um esforço para acabar com a violência que atinge todas as populações. Os iraquianos e os curdos têm de se estar unidos, bem como a Rússia e os Estados Unidos. Só falta mesmo juntar turcos e curdos. 

O mais difícil não será derrotar o Estado Islâmico porque após o conflito voltam as questões diplomáticas, sobretudo sobre a manutenção de Bashar al-Assad no poder, além da relação entre a Turquia e o Curdistão. No entanto, o primeiro objectivo tem de ser o fim da impunidade do Estado Islâmico. Há muito tempo que não se viam inimigos combaterem lado a lado em nome de uma causa que se chama segurança internacional. 

Sem comentários:

Share Button