Etiquetas

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

A dura realidade fiscal em Portugal

Os impostos são o único meio do Estado português garantir o equilíbrio das contas públicas. Por isso todos os anos há sempre mexidas no sistema fiscal, o que cria incerteza nas famílias e empresas, mas sobretudo naqueles que querem investir em Portugal.

As constantes alterações nos impostos, em particular no IRS e IVA, origina instabilidade porque ninguém sabe o que tem de pagar no futuro, e desconfiança já que, o Estado cria uma ideia que pretende sacar dinheiro aos contribuintes particulares e colectivos de qualquer forma, não havendo nenhum argumento válido para o aumento de impostos.

Na última década todos os governos de qualquer cor política justificaram o crescimento da carga fiscal com a crise e por causa das imposições de Bruxelas. Como estamos no euro, temos de cumprir regras e o resgate financeiro obrigou a medidas extraordinárias, mas a saída da troika não alterou a tradição. 

As mudanças não estão relacionadas com questões ideológicas, ao contrário da mensagem transmitida pelos responsáveis políticos. O que se pretende é arrecadar mais dinheiro, seja por via dos contribuintes ou dos produtos. Não existe qualquer programa eleitoral que consiga escamotear a verdadeira realidade.

Por estas razões, não vale a pena fazer campanha dizendo que uns são mais amigos dos contribuintes porque os impostos pessoais vão baixar e depois aumenta-se no IVA. 

Sem comentários:

Share Button