Etiquetas

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Tudo mudou após as convenções

A campanha para as eleições gerais mudou após a realização das convenções. A candidata democrata pode sorrir devido aos resultados nas sondagens, embora sejam os swing-states a decidirem quem será o novo presidente norte-americano. 

Nos últimos dias, o discurso de Trump tem sido mais agressivo, tendo inclusivamente, rejeitado apoiar algumas figuras importantes do Partido Republicano na corrida ao Congresso. Não houve alterações nas propostas, mas esperava-se mais controlo ao nível das palavras. No entanto, isso não aconteceu, o que pode prejudicar o candidato republicano porque a mesma cassette acaba por incomodar algumas pessoas. Nem sequer a nomeação de Mike Pence como Vice-Presidente acalmou o candidato. Talvez Trump não necessite de ter cuidados com o que diz, já que, chegou à nomeação desta forma. Por outro lado, o empresário também parece não estar preocupado com a eventual unidade no partido. 

Por estas razões, Clinton tem vindo a subir nas sondagens. Na minha opinião, a união demonstrada pelos democratas contribuiu para os bons resultados. Ainda faltam três meses, mas os primeiros dias após as convenções avaliam as capacidades dos candidatos oficialmente nomeados. Neste aspecto, a antiga secretária de Estado norte-americano recolhe mais votos, podendo também subir na popularidade. Ao contrário, Trump pode ser visto como um bom Presidente, mas os níveis de empatia correm o risco de descer caso continue com o mesmo nível de linguagem. 

Não será expectável que haja mudanças, restando a Clinton não cair no jogo do adversário. 

Sem comentários:

Share Button