quinta-feira, 21 de julho de 2016

Continuam quase todos contra Trump

A Convenção Republicana não serviu para Donald Trump conseguir unanimidade do partido. As inúmeras demonstrações de desagrado ao candidato mostram que a campanha para as eleições gerais vão ser complicadas. Mesmo que algumas figuras votem no empresário em segredo, conseguiram fazer ruído à volta da nomeação. 

A ausência de figuras importantes não é o mais relevante porque acontece em todo o lado. A maioria não apareceu por inveja política, já que, perderam a nomeação para o empresário. No entanto, o maior problema foram as contestações dentro e fora do pavilhão e alguns discursos menos favoráveis. 

O apoio do establishment com Paul Ryan e Mitch McConnell à cabeça será importante, mas não irá calar as vozes discordantes. Não acredito que os dois estejam sempre ao lado do candidato nos próximos meses. De certeza que os derrotados nas primárias irão apoiar Hillary Clinton. 

As análises durante a Convenção não favorecem o candidato. Existiu bastante ruído por causa do discurso de Melania Trump, sendo que, o nome do vice-presidente também não entusiasma. Na minha opinião, o apoio de Chris Christie, Ben Carson e Rudolph Giuliani são escassos para fazer face aos democratas. O maior apoio de Trump são a população, mas nem todos puderam estar em Cleveland. 

O momento mais caricato foi a intervenção de Ted Cruz. O senador do Texas interveio para não apoiar Trump, provocando assobios. Ted Cruz saiu por baixo da campanha nas primárias e mete-se no primeiro buraco após a intervenção na Convenção. De certeza absoluta que ninguém vai voltar a ouvir falar dele. Um político miserável sem uma única ideia.

Sem comentários:

Share Button