sexta-feira, 8 de julho de 2016

A saída limpa para Hillary Clinton

A declaração do FBI a ilibar Hillary Clinton de um processo criminal não espanta, apesar de estarmos a falar de matéria confidencial. No entanto, a confirmação que houve um descuido não abona muito em favor da candidata democrata, mas isso não é suficiente para o tema ser falado durante muito tempo na campanha eleitoral. Curiosamente, os candidatos republicanos que foram desistindo reagiram com mais dureza do que Donald Trump. 

Apesar de tudo, tudo correu de feição para a antiga secretária de Estado que pode ir para a Convenção com o único objectivo de apelar ao votos de todos os democratas, não tendo oposição dentro do Partido Democrata para questionar a legitimidade, nem mesmo recear o discurso de Bernie Sanders. Após a nomeação oficial, começam a contar os dias para as eleições gerais em Novembro. Nessa altura irão aparecer as principais figuras, com Barack Obama à cabeça. 

As polémicas durante as campanhas eleitorais são difíceis de gerir porque não se pode fingir a existência de um problema, mas também tem que se dar pouca importância para evitar as especulações. Neste aspecto, Clinton deveria ter sido mais inteligente na forma como evitou responder às questões de Bernie Sanders durante as primárias. Talvez se admitisse que se tratou de um descuido.......

Neste momento é mais fácil falar porque o FBI admitiu o erro, mas Clinton não ficava a perder se tivesse dito algo sobre o assunto. 

Sem comentários:

Share Button