Etiquetas

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Poucos argumentos a favor do Brexit

Os defensores do Brexit invocam apenas a questão da imigração para convencer os eleitores britânicos a votar na saída no próximo dia 23. Por outro lado, o Remain aposta nas consequências económicas para o país e nos empregos das pessoas. Curiosamente, a soberania parlamentar tem estado fora do debate. 

O trabalho mais árduo será do Brexit. Neste aspecto, o Remain tem feito um bom trabalho porque fala nas consequências negativas da saída, enquanto o Brexit não fala do que pode acontecer se o Reino Unido continuar na União Europeia, em particular a nível económico. 

Não há dúvidas que o Brexit tem poucos argumentos para convencer as pessoas. Nem mesmo na questão da imigração consegue explicar porque razão se deve controlar o fluxo de pessoas que querem trabalhar no Reino Unido por causa do valor dos subsídios. Parece estranho que Boris Jonhson, Michael Gove e Nigel Farage não terem capacidade para chegar ao nível das propostas do Remain. No plano económico, não existe qualquer medida que favoreça em relação ao Remain porque os britânicos não vão ficar melhores se saírem da União Europeia. A verdade é que as sondagens dão vantagem à saída. 

Na minha opinião, culpar a imigração por todos os males do país é exagerado. O Brexit nem sequer adopta uma postura nacionalista ou britânica para defender os argumentos. Penso que será necessário arranjar mais propostas no plano da soberania para haver uma vitória clara. Se o resultado for curto duvido que Cameron diga a Bruxelas que os britânicos querem abandonar a União Europeia. 

Sem comentários:

Share Button