Etiquetas

segunda-feira, 20 de junho de 2016

De Espanha nem bons ventos nem casamentos políticos

As eleições em Espanha são um duro teste aos principais partidos que costumam ocupar o poder. No acto eleitoral de Domingo vai haver um castigo ao PP e PSOE por não terem conseguido chegar a acordo. No entanto, as mesmas forças políticas deverão ser as mais votadas, embora estejam em risco alguns lugares que colocam em causa as lideranças de Mariano Rajoy e Pedro Sánchez.

A necessidade de sobrevivência política dos dois é capaz de ser fundamental para haver um acordo entre PSOE e PP no sentido de deixar passar o programa de governo no parlamento. Dificilmente será possível chegar a acordo com Podemos ou Ciudadanos, embora com o segundo haja alguma esperança. 

O próximo governo espanhol tem os mesmos problemas do actual executivo português porque vai exercer funções em minoria, mas existe mais instabilidade política em Espanha do que em Portugal. 

O aparecimento de novos partidos no país vizinho foi o pior que podia ter acontecido aos dois grandes porque Ciudadanos e Podemos vieram para tirar deputados ao PP e PSOE. Numa sociedade em que as autonomias são importantes, pode ser um primeiro passo para o fortalecimento das forças regionais. 

Sem comentários:

Share Button