segunda-feira, 9 de maio de 2016

O desastre Jeremy Corbyn

Os resultados das eleições na Escócia deixam Jeremy Corbyn numa situação difícil, mesmo que tenha conquistado a Câmara de Londres após oito anos de governação conservadora. 

O Partido Trabalhista não conseguiu vencer novamente as eleições na Escócia, como passou de segunda para terceira força política. Os Conservadores conquistaram mais um resultado que orgulha David Cameron. Aos poucos os trabalhistas vão deixando de responder às preocupações das pessoas como o emprego, qualidade de vida e oportunidades para se refugiarem em questões ideológicas como a armas nucleares, intervenções militares noutros países. Nestas situações, o Labour mudou de posição com Jeremy Corbyn. 

Num partido e bancada parlamentares divididos desde a eleição de Corbyn, qualquer derrota significa mais problemas para a actual liderança. Neste momento, a palavra união não faz sentido para os trabalhistas porque o líder vai acumulando sucessivas derrotas políticas. No entanto, não é esse o problema. A questão passa por saber como evitar o crescimento dos conservadores.

No próximo referendo sobre a manutenção do Reino Unido na União Europeia, o Partido Trabalhista tem a mesma posição dos conservadores. Contudo, Corbyn tem de fazer algo para o resultado final também seja uma vitória para si e não uma nova conquista de David Cameron. Caso o Labour não consiga sair por cima dos conservadores dificilmente Corbyn tem condições para continuar. 

Sem comentários:

Share Button