Etiquetas

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Sanders e Cruz voltam ao combate

As recentes vitórias de Bernie Sanders e Ted Cruz animam a corrida eleitoral norte-americano, que se estava a tornar aborrecida devido à vantagem de Trump e Clinton. Os dois têm sido derrotadas nas últimas primárias, sobretudo a antiga primeira-dama que perdeu 6 das últimas 7 eleições. No entanto, a diferença no número de delegados continue a ser significativa. Não acredito que os super-delegados sejam influenciados pelo discurso de Sanders na Convenção. Neste momento, é uma evidência que Clinton e Obama controlam o Partido Democrático, sendo que, a escolha de Clinton foi uma forma das actuais políticas norte-americanas terem seguimento nos próximos quatro anos porque o trabalho não pode ficar a meio. 

As eleições em Nova Iorque e no dia 26 nos Estados da Costa Leste serão importantes para Trump. A vantagem começam a ficar curta, sendo necessário uma vitória esclarecedora para acalmar aqueles que são anti-Trump. O apoio do establishment a Ted Cruz e ao Tea-Party também depende do que acontecer nas próximas primárias. A vontade da máquina partidária é derrubar Trump, mas o Tea-Party também tem muitos anticorpos nas elites. Ou seja, não é uma decisão fácil porque os dois candidatos representam sectores hostis à máquina. Na minha opinião o establishment também está reticente em declarar apoio formal porque as desistências de Jeb Bush e Marco Rubio, além da má prestação de Kasich revelam que os eleitores republicanos estão zangados com as elites. 

Sem comentários:

Share Button