sexta-feira, 29 de abril de 2016

Quando aparece a vontade de escrever

A escrita não obedece a regras nem a rituais. Não se pode ensinar uma pessoa a escrever bem, nem criticar porque está mal escrito. Nesse aspecto estamos perante uma forma de arte democrática porque aceita todos os tipos de estilos e feitios. A grandeza da escrita passa por incluir todos e não excluir ninguém. 

As dificuldades que qualquer escritor ou amante da arte passa são enormes, embora o benefício de conquistar público seja uma recompensa que qualquer pessoa gosta de receber. Não é fácil estabelecer uma disciplina que permita ao trabalho evoluir. Ou seja, ninguém trabalha das 09 às 18. O horário definido é o chamado "quando me apetece ou tenho vontade", porque dificilmente se consegue estar motivado para cumprir um "horário de escrita", em que só se faz aquilo. Os projectos evoluem ao sabor da vontade de quem temo talento. As ideias e o esforço aparecem e desaparecem do nada, embora o pensamento também seja importante na definição de uma estratégia. O pior que pode acontecer é não ter nada para escrever ou não apetecer, já que, isso significa perda de leitores e nalguns casos de receitas. No entanto, nos tempos que correm ninguém quer pagar para ler o que seja.



Sem comentários:

Share Button