terça-feira, 19 de abril de 2016

New York New York

As primárias em Nova Iorque são bastante importantes, já que, reforçam a vantagem de Hillary Clinton e Donald Trump. Nas últimas eleições, Sanders e Cruz conquistaram resultados que lhes permitiram sonhar com a nomeação, mas hoje e no dia 26 de Abril a normalidade vai ser retomada, mesmo que, o Partido Republicano, esteja a fazer tudo para o empresário não vencer, embora sem dar o apoio formal a Ted Cruz. 

A forma como o establishment apunhalou Trump faz reflectir sobre o estado do aparelho. No entanto, o que estamos a assistir é uma forma de não olhar para dentro e perceber os erros que foram cometidos porque nenhum dos candidatos com a marca do aparelho tiveram sucesso. Jeb Bush e Marco Rubio desistiram ao fim de um mês, enquanto Kasich continua na corrida, mas sem vencer qualquer eleição nem mesmo delegados. 

Uma vitória de Trump acima dos 50% acaba com a corrida porque o vencedor fica com 91 delegados e tem vantagem nas várias primárias que se realizam dia 26. Não estamos perante um "momentum" de Trump, mas uma confirmação. A vantagem permite ao candidato preparar minuciosamente a convenção. No entanto, o mais relevante será tentar arranjar consensos no seio dos republicanos para conseguir vencer Hillary Clinton em Novembro. Os últimos dias afectaram a imagem de uma força que não está na Casa Branca há 8 anos, embora o controlo no Congresso lhe garanta poder, sobretudo nas grandes decisões. 

Nos democratas Hillary faz a campanha que quer e os oito anos como senadora de Nova Iorque atiram-na para a nomeação porque estão em jogo 291 delegados. 

Sem comentários:

Share Button