sexta-feira, 11 de março de 2016

Quatro republicanos na corrida até à convenção

O último debate entre os candidatos republicanos antes da decisiva eleição na Florida mostra a existência de diferentes facções, sendo que, o conservadorismo é a ideologia que une todos os candidatos, à excepção de Donald Trump. O empresário começa a ter um discurso mais apaziguador e realista, o que não agrada aos adversários porque, um representa o establishment rejeitado por grande parte dos apoiantes de Trump, enquanto Ted Cruz foi empurrado pelo Tea-Party. John Kasich está na corrida apenas para consumo pessoal. O governador do Ohio tem capacidade para utilizar os delegados que vai ganhar para pedir a vice-presidência ao republicano nomeado. 

O senador da Florida, Marco Rubio, só fala da família quando inicia os discursos, numa tentativa de se vitimizar e explicar que o trabalho árduo tem sempre recompensa, mas o foco é para todos aqueles que reclamam igualdade nos Estados Unidos da América. Rubio tem qualidade, mas ainda está agarrado a um discurso sem sentido. Ted Cruz pretende desfazer tudo o que a administração Obama conquistou, em particular os acordos nucleares com o Irão e as negociações com Cuba. Trump entende que é necessário um melhor acordo, mas Cruz está nesta campanha para dizer que o actual Presidente fez tudo mal. Kasich é um idealista que faz ameaças a Putin e tem a intenção de acabar com o regime norte-coreano. 

O teste da Florida e do Ohio na próxima terça-feira é decisivo para Rubio e Kasich porque jogam em casa. No entanto, nenhum deles vai desistir porque será na convenção que se contam todas as espingardas. Nessa altura, poderão estar em condições de exigir a vice-presidência. Trump está mais alinhado com Kasich. Não vejo como Cruz e Rubio podem colaborar. 

Sem comentários:

Share Button