Etiquetas

terça-feira, 22 de março de 2016

Perigoso movimento conservador

As eleições norte-americanas nos republicanos mostram que os movimentos conservadores estão a perder adeptos nos Estados Unidos. Neste momento, apenas o Tea-Party de Ted Cruz se mantém na corrida, embora John Kasich tenha o apoio das elites. No entanto, o governador do Ohio não tem hipóteses de sucesso nesta eleição.

As críticas de Rubio aos valores do establishment mostram que o Partido Republicano necessita de se abrir mais no plano interno e externo. A utilização do símbolo norte-americano como única força militar capaz de derrotar os exércitos inimigos não corresponde à realidade. Na campanha assistimos a várias demonstrações que iríamos voltar ao tempo George W.Bush. Os tradicionais apoios a Israel e a guerra contra a Palestina e Irão não convence o cidadão comum, numa altura em que Barack Obama dá sinais de abertura com Cuba e tolerância relativamente ao Irão, embora haja um ponto em que estão todos de acordo. A Rússia tem de ser colocada em ordem. 

No plano interno também existem mudanças devido ao poder que as minorias conquistaram no território norte-americano. O discurso de Turmp consegue conquistar votos porque toca em questões relacionadas com a segurança e economia das pessoas. O que não tem adeptos são as propostas do Tea-Party, que são contra tudo porque sim. Curiosamente os dois candidatos que devem lutar pela nomeação conseguem ser tolerantes e realistas relativamente ao papel do Estados Unidos no mundo. 

A vitória de um republicano em Novembro traz mudanças significativas que tornam os Estados Unidos mais fechado em termos internos e menos actuante a nível externo. 

Sem comentários:

Share Button