Etiquetas

quarta-feira, 9 de março de 2016

O primeiro dia do novo Presidente

Os desafios do novo Presidente da República não se resumem apenas a gerar consensos entre os partidos numa Assembleia da República, que pode demitir o governo antes da legislatura. Marcelo Rebelo de Sousa deve estar atento à falta de participação política dos portugueses, já que, o próprio Chefe de Estado foi eleito numas eleições em que houve 50% de abstenção. 

O novo Presidente diz que vai ser mais próximo das pessoas. Na minha opinião isso vai acontecer porque Marcelo tem mais capacidade de conquistar a popularidade, do que, por exemplo, Cavaco Silva. Ou seja, por diversas situações, nos discursos ou nos roteiros, os problemas das pessoas estarão presentes na sua mente. O objectivo não é procurar popularidade fácil, mas criar um novo ânimo junto das pessoas. 

Há um aspecto negativo que vai marcar a actual presidência. A constante procura pelo mediatismo e a presença da comunicação social em todos os eventos do Presidente da República torna o Palácio de Belém um lugar aberto a qualquer tipo de intriga, suspeita ou comentário. Nesse aspecto, Cavaco Silva soube estar à altura do cargo que ocupou durante dez anos. 

Sem comentários:

Share Button