segunda-feira, 7 de março de 2016

Mais Passos Coelho significa menos CDS

Nos próximos tempos a nova liderança do CDS terá dificuldade em se impor devido à permanência de Pedro Passos Coelho como líder do PSD, já que, os centristas não conseguirão captar voto aos sociais-democratas. A situação seria a mesma se Paulo Portas não tivesse deixado o poder ao fim de 16 anos. 

Os centristas vão ter dificuldade na reconquista do eleitorado que perderam nas últimas legislativas. O caminho de Assunção Cristas não será fácil, pelo que, será melhor para o partido haver eleições em 2019. Ou seja, que o actual governo cumpra a legislatura. O problema é que isso não beneficia o PSD nem a liderança de Passos Coelho que estará em jogo daqui a dois anos. Isto é, se em 2018 não estivermos numa cenário de eleições antecipadas e o PS com uma derrota nas autárquicas, o actual líder social-democrata pode ficar pelo caminho. 

Na minha opinião, o CDS não irá recolher frutos se a coligação de esquerda falhar, estando PSD de Passos Coelho na linha da frente para ser novamente poder com maioria absoluta ou perto disso. Nesta altura não existe convergência política entre os dois partidos porque o PSD ocupa algum espaço do CDS. Os centristas não conseguem ser mais fortes em matérias sociais. pol 

O congresso dos centristas que começa no fim-de-semana é importante para definir uma nova direcção, mas também para saber qual a ideologia ou doutrina adoptada. O futuro do partido passa por conquistar eleitorado a partir de valores previamente fixados.

As sondagens mostram um crescimento do PSD, que continua à frente do PS, mas o CDS tem 2,2%: Os números são preocupantes sobretudo numa altura de mudança, o que significa muito trabalho para Assunção Cristas, mas também união em torno da nova liderança, em particular daqueles que viram as costas à primeira dificuldade. Cristas tem de ter pulso firme para aguentar os "vira-casacas" e não se deixar cair, porque, se assim for, será impossível recuperar o que foi conquistado. Caso contrário, Paulo Portas terá de voltar novamente como bombeiro para apagar o fogo da extinção. 

Sem comentários:

Share Button