Etiquetas

sexta-feira, 18 de março de 2016

Fim do Partido Republicano

A vantagem de Donald Trump nos republicanos tem causado divisões no Partido. A desistência de Marco Rubio e as críticas dirigidas pelo senador da Florida ao establishment é o início das divisões que poderão acabar com o Partido Republicano. Se juntarmos o Tea-Party e os que apoiam Trump, podemos reparar que existem enormes facções que não são capazes de conviver juntos. 

O falhanço das eleições de John McCain e Mitt Romney significaram o princípio do fim no Partido Republicano. Não é por acaso que surgiu Donald Trump e Ted Cruz. Os dois representam os valores errados do Partido Republicano, mas só se fala em Trump por causa do discurso. O Tea-Party é o neoconservadorismo que não usa em lado nenhum, muito menos numa sociedade aberta como são os Estados Unidos. O discurso anti-Washington não é novo e representa o sentimento de muitos norte-americanos. 

Na minha opinião, se Trump não conseguir ser nomeado haverá um terceiro partido nos Estados Unidos que fragiliza os republicanos. Nada vai ser igual no establishment depois das eleições porque vão ter que tomar uma posição até Novembro, já que, John Kasich só dura mais um mês. Fiquei impressionado com a forma como Trump anteviu a desistência de Rubio antes das primárias na Florida. 

Antes do final dos dois meses de eleições, são as elites que vão ter de se ajoelhar aos anti-establishment e ao Tea-Party.

Sem comentários:

Share Button