segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Novas posturas do PSD e CDS

A vontade do PSD e CDS apresentarem-se melhor nas próximas legislativas do que aconteceu em Outubro 2015 tem sido evidente. Os centristas vão a jogo com um novo líder, seja Assunção Cristas ou outro, enquanto os sociais-democratas apostam novamente em Passos Coelho para tentar a terceira vitória eleitoral. As críticas que se fazem ao antigo primeiro-ministro dão a entender que não foi o vencedor dos dois últimos actos eleitorais. 

Os dois partidos vão actuar sozinhos nesta legislatura, sendo que, no CDS haverá bastante discussão sobre o futuro, embora no PSD o foco esteja centrado no líder que, repito, venceu duas eleições legislativas. Vai ser interessante acompanhar o percurso dos partidos. Num haverá mudança, no outro muitos esperam que isso aconteça para ser possível vencer as próximas legislativas com legitimidade reforçada. Tanto num como no outro o desafio será gigante porque não vai ser fácil derrubar a maioria de esquerda no parlamento, mesmo com sinais de instabilidade. 

Os congressos que se avizinham serão importantes para perceber se o debate vai ser interno ou para fora. Neste momento, o CDS deveria pensar mais em si e o PSD fazer uma oposição dura aos partidos da esquerda, mas sobretudo ao PS. Passos Coelho não pode deixar de fazer marcação cerrada a António Costa, sendo que, sem Paulo Portas no parlamento tem mais margem para liderar a oposição. 


Sem comentários:

Share Button