Etiquetas

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Às voltas com o Orçamento

A história em torno do Orçamento de Estado para 2016 fica na história como o primeiro erro do governo liderado por António Costa. Os partidos que apoiam os socialistas estão livres de qualquer responsabilidade em caso de falhanço. Pelo menos a nível político. 

As contas dos socialistas não batem certo e a Europe prevê 3,4% de défice. No entanto, o executivo acredita no milagre das rosas. 

Os episódios negativos têm sido uma constante ao longo do mês de Janeiro. Para evitar o chumbo de Cavaco Silva, António Costa retardou a apresentação do documento, mas vai levar nas orelhas de Marcelo Rebelo de Sousa. Será o primeiro grande embate entre o governo e o novo Chefe de Estado.

O tempo novo anunciado por António Costa é definitivamente um regresso ao passado de despesa socialista. O mais grave passa pela despreocupação por parte do novo primeiro-ministro, sendo que, o PCP e o BE colocaram o PS entre a espada e a parede relativamente à postura que Portugal tem de ter com Bruxelas. 

Sem comentários:

Share Button