segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

A América é um lugar engraçado

As eleições norte-americanas mostram o lado mais bonito da América enquanto país. Os discursos políticos que temos vindo a assistir, em particular no dias das eleições, são um misto de encenação com sentimento. Ou seja, os candidatos preparam cuidadosamente cada palavra, mas tudo aquilo também é proveniente do coração. 

Ao mesmo tempo descobrimos a força mobilizadora de Trump como conservadorismo em Ted Cruz e Marco Rubio. No entanto, existe um factor comum que se chama família. Todos fazem questão de apresentar a família quando se dirigem para o palco. 

As eleições norte-americanas proporcionam sempre momentos como este, de análise substancial sobre o que está por detrás de cada concorrente. Se estamos perante uma máquina organizada ou um sentimentalista. 

Ao longo de um ano conseguimos descobrir o pais por dentro, mesmo estando sentado no outro lado do Mundo. Não é por acaso que o acto eleitoral norte-americano tem esta particularidade de percorrer os 52 Estados em momentos diferentes, já que, cada um deles tem eleitorado diferente que precisa de ser conquistado com atitude e discursos distintos. 

Sem comentários:

Share Button