Etiquetas

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Resultados confirmam divisão nos socialistas

Os grandes derrotados da noite eleitoral foram os candidatos apoiados pelo Partido Socialista. O docente e a socialista não cumpriram os objectivos eleitorais de passar à segunda volta. 

Os números confirmam a fraca qualidade de Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém. O primeiro foi atirado para esta campanha pelo General Ramalho Eanes, mas também pela direcção socialista, enquanto a antiga deputada teve de fazer um frete aos que não concordam com a aliança socialista com os partidos de esquerda desde as eleições de 4 Outubro. Não concordo que tenha sido Nóvoa a evitar um melhor resultado por parte de Marcelo Rebelo de Sousa. Na minha opinião a grande maioria dos que não foram votar prejudicaram a percentagem do novo Chefe de Estado. Quem ganhou com a menor prestação dos candidatos socialistas foi Marisa Matias.

Neste momento os problemas dentro do Partido Socialista começam a surgir, sendo que, os primeiros sinais de descontentamento devem ser mostrados no próximo Congresso. Costa não vai ter um conclave de unanimidade em torno da liderança. 

A pontuação de Marisa Matias reforça a posição do Bloco de Esquerda na sociedade portuguesa e diminui a do Partido Comunista que obteve um mau resultado com Edgar Silva. Os partidos de esquerda não se quiseram unir para combater Marcelo Rebelo de Sousa e os partidos da direita, preferindo esperar por uma segunda volta para se juntarem. A obsessão do BE e PCP em estarem na política unicamente para combater a direita começa a ser penalizada, sendo que se um dos partidos perder força, significa mais problemas para o governo liderado por António Costa. 

A segunda volta das legislativas correu mal á nova geringonça.

Sem comentários:

Share Button