quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Portugal respira política

Os resultados das eleições legislativas trouxeram um novo quadro político, ou tempo como lhe chama António Costa, no país. A política nunca dividiu os portugueses como aconteceu no pós-revolução. Na minha opinião penso que é um bom sinal a população voltar a se interessar pelas questões do país através das ideologias. 

O debate do programa do governo também ficou marcado pelas divisões ideológicas entre os blocos que se constituíram no parlamento. No entanto, na rua também se registam manifestações a favor dos dois lados. A direita deixou de ter vergonha em organizar concentrações de apoio, equilibrando a balança. A esquerda esperava uma atitude passiva da direita, mas não foi isso que aconteceu. 

A instabilidade política vai permitir o aparecimento de correntes de opinião, mesmo dentro dos partidos, que procuram acrescentar mais debate na sociedade portuguesa. Há muito tempo que não se discutia política em cada esquina, café ou família em Portugal. A imprensa também vai começar a mostrar as tendências ideológicas. 

Temos pela frente uma série de modificações que vão beneficiar o debate político no nosso país. 

Sem comentários:

Share Button