Etiquetas

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Paul Ryan para 2020



O novo Speaker do Congresso norte-americano prepara-se para lançar uma reforma fiscal, que promete gerar discussão nos próximos anos, independentemente de quem for eleito Presidente em Novembro de 2016. Paul Ryan começou o seu mandato como se fosse um congressista ou mesmo o chefe de Estado. 

A reforma ideológica que reforça as despesas militares, mas corta nos impostos individuais e colectivos parece ideia de um futuro candidato à Casa Branca. O cargo que ocupa suscita o cumprimento dos deveres de independência e isenção, mas o novo líder da Câmara dos Representantes prefere continuar a fazer política partidária. 

As propostas de Paul Ryan também servem para unir os vários sectores do partido, que foram responsáveis pela queda de Joe Boehner. Não é de estranhar que o republicano tenha pedido unidade antes de ser escolhido pelo aparelho para o cargo mais alto no capitólio. A campanha para as eleições presidenciais 2020 já começou.....

As razões da minha suspeita prendem-se com o discurso e a forma como Paul Ryan iniciou o seu mandato. Podia ter apelado à união do parlamento nas vésperas das presidenciais, mas preferiu optar por colocar a sua agenda pessoal na ordem do dia. A recepção que as medidas tiveram no seio do partido, sobretudo dentro do Congresso, e na comunicação social revelam que temos candidato daqui a cinco anos. 

Sem comentários:

Share Button