Etiquetas

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Retrato jornalístico: Política e futebol em pé de guerra


A nova rubrica pretende dar um olhar mais amplo sobre os trabalhos jornalísticos que vou publicando ao longo da semana nas várias plataformas. Tentarei dar uma visão diferente daquele que costumo implementar nos meus artigos. 

O mundo do cinema aguarda com expectativa a estreia do novo 007. O novo título da saga James Bond conta novamente com Daniel Craig no papel do agente ao serviço de Sua Majestade. A história será sempre a mesma porque isso é o que está no ADN da sequela. Não haverá novidades no próximo filme, mas o record de bilheteira permanece assegurado. No mundo do cinema, destaque para a estreia de "O Último Caçador de Bruxas", que conta com Vin Diesel. O herói da saga "Velocidade Furiosa" veste uma personagem diferente antes de voltar a gravar um novo filme do capítulo furioso. 

A política nacional continua a fervilhar. O governo tomou posse e agora espera a anuência da Assembleia da República para exercer plenas funções. Durante os próximos dias a informação e contra-informação servirá para confundir os comentadores, que vão especular sobre tudo e mais alguma coisa. A decisão da queda do governo está nas mãos do Partido Socialista, mas também na vontade do PCP continuar a querer violar o Tratado Orçamental. O Bloco de Esquerda não diz nada porque já percebeu que o acordo não está assegurado. 

A guerra Benfica/Sporting continua, mesmo depois da vitória expressiva do Sporting sobre o Benfica. Na Luz apontam-se baterias para o futuro, mas em Alvalade Jorge Jesus e Bruno de Carvalho pretendem a destruição total do rival da segunda circular. O mesmo acontece com os partidos da esquerda relativamente às forças da direita. 

Nos Estados Unidos são os republicanos que centram todas as atenções. Os debates televisivos não têm conteúdo político e o aparelho partidário continua chocado com os resultados de Donald Trump. Enquanto isso, Hillary Clinton já prepara a eleição geral

O empreendedorismo mudou a vida de alguns jovens portugueses que tinham a ambição de construiu um negócio, mas não sabiam como andar para a frente. No entanto, o medo de arriscar e o comodismo são factores que os mais novos têm medo de combater. 

Sem comentários:

Share Button