terça-feira, 20 de outubro de 2015

Newsletter e empreendedorismo são modas curtas em Portugal

As modas em Portugal duram pouco. Ou seja, nem sequer têm tempo para crescer. Nos últimos meses não se fala noutra coisa senão empreendedorismo. Os casos de pessoas que iniciaram um projecto pessoal são cada vez mais, além de terem sido tratados pela imprensa como a salvação do país e a o principal motivo da recuperação económica. O que interessa não é ter um canudo ou experiência, mas vontade de arriscar, mesmo que isso signifique dar um tiro no escuro. 

Nos próximos anos veremos quantas empresas ou empresários mantiveram o negócio que iniciaram graças ao apoio do Estado português. Não nego que há um novo paradigma na economia portuguesa, à semelhança do que fizeram os israelitas. No entanto, a mensagem transmitida por alguns responsáveis revela falta de conhecimento técnico e insegurança sobre o futuro. 

A outra moda é a das Newsletters. Os principais órgãos de comunicação social adoptaram uma nova forma de chegar ao leitor, fazendo um resumo do dia. Isto era positivo se o conteúdo não fosse o mesmo, embora haja alguns que inovaram. Contudo, o excesso de oferta pode ser prejudicial para as audiências. Por outro lado, também é positivo ter informação disponível de manhã.  


Sem comentários:

Share Button