sábado, 10 de outubro de 2015

Figuras da Semana

Por Cima

Marcelo Rebelo de Sousa -  O professor finalmente assumiu um desejo antigo. Certamente que esteve à espera da melhor oportunidade para regressar à política depois de Paulo Portas ter dado cabo da sua ambição quando foi formada uma AD para lutar contra António Guterres. A candidatura de Marcelo também abre um problema no seio da coligação porque o líder do CDS dificilmente toma uma posição pública sobre as presidenciais. 

No Meio

Jerónimo de Sousa - O líder da CDU fez uma proposta para o PS poder contar com o apoio dos comunistas num eventual governo de esquerda. Nas propostas estão medidas que aumentam o rendimento dos portugueses. Não vi nenhuma intenção em sair da NATO, do Euro ou da União Europeia. Ou seja, as intenções dos comunistas são realistas e têm a ver com a qualidade de vida das pessoas. Jerónimo tem a noção que o tempo dos sacrifícios não pode ser eterno.

Em Baixo

António Costa/Pedro Passos Coelho - Os dois líderes dos principais partidos tiveram uma derrota nas eleições, mas serão eles que decidirão o futuro do país. Nas suas mãos estão a possibilidade de haver governo durante quatro anos ou realizarmos novas eleições dentro de um ano. O primeiro "round" de negociações não correu bem, pelo que, adivinham-se tempos complicados que obrigam a uma aprovação rápida do orçamento. Espera-se que António Costa e Passos Coelho colocam a qualidade política em cima da mesa e não a teimosia que lhes é atribuída. 

Sem comentários:

Share Button