quinta-feira, 15 de outubro de 2015

A sombra de Joe Biden

A comunicação social norte-americana quer empurrar o vice-presidente dos Estados Unidos da América para a corrida eleitoral. Todos os dias há uma notícia que pode indiciar qualquer coisa. No entanto, até agora não houve nada. 

Nos debates entre os candidatos democratas há um lugar para o candidato sombra. 

Os norte-americanos precisam que a corrida nos democratas tenha a mesma intensidade que nos republicanos. Neste momento Hillary Clinton não tem adversário de peso, mesmo que Bernie Sanders esteja a conquistar pontos nas sondagens. No entanto, a antiga primeira-dama vai passear nos próximos 7 meses, tendo como principal alvo os concorrentes republicanos. 

As pressões para Joe Biden apresentar uma candidatura surgem mais por parte dos media do que no seio dos democratas, até porque Barack Obama não via com bons olhos uma candidatura contra Hillary Clinton. 

Na minha opinião, o vice-presidente não irá a jogo para não comprometer as aspirações democratas. Numa altura em que os republicanos estão fragilizados por causa do discurso de Donald Trump, existe a forte possibilidade de Hillary chegar ao poder. Por essa razão Barack Obama também está empenhado em promover a ex-secretária de Estado. 

Sem comentários:

Share Button