quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Porta 33


O aparato em torno da Porta número 33 da Rua Abade Faria tem de ser justificado pelo facto de albergar um antigo primeiro-ministro com a obrigação de permanência na habitação. No entanto, foram inúmeras as vezes que José Sócrates abriu a porta da casa da sua ex-mulher desde sexta-feira. 

Os jornalistas ficam à espera de alguma revelação bombástica, mas tudo cai em saco roto por duas razões. Em primeiro Sócrates já bufou declarações para os jornais e não será à porta de sua casa que vai dar a primeira entrevista. No entanto, existe um forte motivo para a curiosidade jornalística, que também é a da população. O segundo motivo é a constante presença de Mário Soares, que, em quatro dias, foi a casa de Sócrates três vezes. Possivelmente estarão a conspirar contra António Costa, mesmo que o ex-chefe de governo tenha garantido que está ao lado do Partido Socialista e do seu secretário-geral. Se isto for verdade, acho que não deveria dizer nada sobre António Costa porque o obriga a responder perante a insistência dos jornalistas. Há outro problema. Sócrates faz questão de misturar a justiça com a política, o que tem sido separado pelos responsáveis socialistas. 

As condições da Rua Abade Faria não permitem grandes manifestações de apoio nem um show-off por parte daqueles que querem fazer uma visita, embora tenham ido ao Estabelecimento Prisional de Évora. A sorte é que a rua está em obras e as grades não permitem uma visibilidade para quem quer ser visto. 

O país aguarda pela primeira entrevista de Sócrates na televisão e uma visita guiada à sua casa nos próximos três meses. 

Sem comentários:

Share Button