Etiquetas

sexta-feira, 3 de julho de 2015

PS perde as presidenciais

A opção de António Costa de não apoiar Sampaio da Nóvoa nas próximas presidenciais prejudica o Partido Socialista. Primeiro porque o docente universitário avançou por causa do partido e depois não há outro candidato que vença o acto eleitoral marcado para 2016. O antigo ministro Jaime Gama tinha boas hipóteses, mas Maria de Belém não é a escolha mais acertada. Não sei se António Costa quer aproveitar o efeito Hillary Clinton, mas uma Presidente da República é uma coisa que dificilmente se vai ver em Portugal. 

Percebo que Costa não queira colar-se às presidenciais neste momento até porque estamos em pré-campanha para as eleições legislativas. No entanto, o avanço de Sampaio da Nóvoa obriga a estrutura do PS a adoptar uma atitude porque muitos militantes socialistas estão com o docente universitário. O secretário-geral poderia apoiar Henrique Neto, sendo que essa seria a melhor opção, numa altura em que não sabemos o que vai acontecer nas eleições de 2015. 

O barulho que se fez à volta da candidatura de Sampaio da Nóvoa prejudica António Costa, mas também o candidato que fica sem partidos e obrigado a ir para a estrada sozinho. Nesta altura, uma desistência seria o fim político e universitário de Sampaio da Nóvoa. A única opção do Partido Socialista é explicar porque mudou o sentido de voto e se esta decisão vai afectar a unidade necessária para vencer as legislativas. 

Sem comentários:

Share Button