quinta-feira, 9 de julho de 2015

Havana, cidade recuperada

O título podia ser "Havana, Cidade Perdida", mas o filme de Andy Garcia foi realizado para mostrar a vida difícil dos cubanos. Hoje podemos falar numa cidade recuperada, ou melhor, num país com perspectivas de vida diferente devido à intervenção dos Estados Unidos e da União Europeia. Os dois blocos estão interessados em dar um novo rumo social e económico a Cuba. 

O problema político será para ser resolvido internamente. Talvez o desaparecimento físico de Fidel Castro abra uma nova porta aos cubanos. Até lá o líder.  histórico delega no seu irmão a manutenção do regime, embora com pequenas cedências. A queda do actual regime não deve ser o propósito dos observadores externos

A intervenção de Barack Obama foi fundamental para o renascimento da esperança em Cuba. O ideal seria terminar o mandato com a implementação da democracia, mas isso será muito complicado porque só acontecerá nas circunstâncias descritas. A União Europeia também quer seguir os mesmos passos de Washington. 

A União Europeia tem de começar a antecipar-se aos Estados Unidos e não a copiar os seus movimentos. No entanto, penso que o povo cubano aceita melhor a ajuda proveniente da Europa do que a norte-americana. As boas intenções não apagam os inúmeros conflitos provocados por Washington ao longo das décadas, em particular na presidência de John Kennedy. 

Sem comentários:

Share Button