segunda-feira, 29 de junho de 2015

Jogo grego

A decisão do governo grego em realizar um referendo é acertada. A população tem o direito de escolher a permanência na zona euro até porque a vontade do Syriza é sair da moeda única. Se assim não fosse aceitariam as condições propostas pela troika que não foram diferentes das aplicadas em Portugal e Irlanda, embora com condições diferentes devido à situação de cada país. 

O governo liderado por Tsipras tem de assumir a ruptura com a Europa, em particular com as exigências de estar na zona euro e também na própria União Europeia. Perdeu tempo demais e deveria ter colocado essa hipótese na campanha para as eleições de Janeiro. 

Os gregos vão votar favoravelmente na continuação da zona euro, o que cria um problema para Tsipras e Varoufakis. Caso perca, Tsipras tem de convocar eleições antecipadas e dar lugar aos outros. Os que querem limpar a Grécia da pálida imagem dos últimos anos. A única questão que se coloca é saber porque razão o actual executivo andou este tempo no jogo do rato e do gato. 

Sem comentários:

Share Button