Etiquetas

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Transformações tecnológicas e políticas

As lições do primeiro dia das Conferências do Estoril são ao nível da importância da tecnologia e a conquista por parte dos movimentos cívicos do poder anteriormente pertencente aos governos. Foi através da utilização tecnológica que muitos grupos conseguiram alterar o actual estados de coisas. É verdade que as redes sociais e a internet foram um instrumento para se alcançar o objectivo número 1: derrubar os poderes instalados. 

A explicação dada por Moisés Naim no Estoril sobre o enfraquecimento do poder é notável. Uma revolução tem mais possibilidades de fracassar porque o poder vai ficando mais enfraquecido à medida que muda de mão. A revolução em si não é o objectivo final. É apenas um meio para chegar a algum lado. O problema é que os novos agentes que ficam com a ganhar com as mudanças geralmente são mais fracos do que os antecessores. Veja.se o caso do Egipto onde voltou tudo ao mesmo. A uma ditadura militar. O mesmo aconteceu na Síria e Líbia onde guerrilheiros domesticados pelos antigos regimes acordaram e desestabilizaram aquela região.

Outro ponto importante é o perigo das redes sociais. Também aqui perdemos liberdade porque as nossas vidas são cada vez mais expostas. Neste momento as empresas tecnológicas têm o controlo dos nossos dado. 

Sem comentários:

Share Button