Etiquetas

sábado, 9 de maio de 2015

Figuras da semana

Por cima

David Cameron - O primeiro-ministro britânico conquistou a maioria absoluta nas eleições legislativas de 2015. Uma vitória clara sobre todos os concorrentes, em particular os trabalhistas de Ed Miliband. Mas não foi só o líder trabalhista que abandonou o barco. Nick Clegg e Nigel Farage também saíram das lideranças. Isto quer dizer que os conservadores não vão ter oposição interna nos próximos cinco anos. A tradição da democracia britânica não é essa e por isso Camero não exercerá uma autoridade plena. No entanto, permite focar mais a sua atenção na questão europeia até porque vai haver um referendo no Reino Unido sobre a manutenção na União Europeia

No Meio

Partido Nacional Escocês -  Os nacionalistas escoceses conquistaram 56 lugares em Westminster e dizimaram o Partido Trabalhista Escocês nas eleições. O partido de Nicola Sturgeon será o grande adversário dos conservadores em Westminster uma vez que os trabalhistas vão demorar algum tempo até escolherem um bom líder para tentar ser eleito em 2020

Em Baixo

Ed Miliband - O líder dos trabalhistas falhou claramente. Uma das piores derrotas do Labour. Os resultados vieram dar razão às críticas e só as sondagens disfarçavam algo que era evidente. Miliband não tem qualidades para ser primeiro-ministro. O seu discurso político contra o capitalismo já não tem adeptos nas sociedades modernas, muito menos na britânica. 

Sem comentários:

Share Button