Etiquetas

sexta-feira, 3 de abril de 2015

O PS tem dois candidatos

O anúncio da candidatura de Sampaio da Nóvoa deixa o Partido Socialista dividido. Embora seja uma escolha interessante não se trata de um político. Neste momento, o país precisa de alguém que seja capaz de fazer leituras políticas porque o resultado das próximas legislativas será incerto. E inseguro. Ou seja, ninguém sabe o que vai acontecer depois de Outubro, sendo possível que a eleição do Presidente da República seja muito perto da segunda volta das legislativas. 

Apesar de pouca importância, Henrique Neto ainda preenche um espaço do Partido Socialista. E ainda há os tradicionais candidatos da esquerda que retiram a possibilidade do PS conseguir um grande resultado nesta área. Sampaio da Nóvoa assume-se como independente, mas vai deixar de o ser a partir do momento em que tiver os socialistas nas suas costas. Se a pretensão do novo candidato é ganhar espaço no outro lado devia ir a jogo sozinho e sem a alavanca dos partidos. 

A partir de agora só falta o PSD avançar com a sua escolha. Não será Marcelo, talvez Santana. O professor e comentador tem a oportunidade de ser o único que vai sozinho para Belém. Isso pode ser um factor positivo. Caso os sociais-democratas avancem para Santana Lopes ou escolham Marcelo não vão ter o apoio do CDS. 

Por aqui se pode abrir uma porta...

Sem comentários:

Share Button