sexta-feira, 24 de abril de 2015

Lei para calar a imprensa

A lei que impede os órgãos de comunicação social de acompanhar as legislativas da forma como quiserem é um atentado à liberdade de imprensa e um desrespeito para com os cidadãos, que pretendem ser informados. 

Ainda bem que o PS, PSD e CDS já se estão a demarcar desta proposta. Os líderes partidários também estiveram bem porque não deixaram que os seus grupos parlamentares avançar com estas medidas. Convêm perceber que este tipo de asneiras só acontecem porque nenhum líder dos principais partidos estão no hemiciclo da Assembleia da República. Até hoje ainda não se sabe qual foi o objectivo deste disparate. O pior mesmo é os partidos culparem-se uns aos outros e não assumirem que erraram. 

Não entendo como é que as grandes forças partidárias conseguem chegar a um consenso em relação a estas propostas e depois não se entendem sobre os problemas do país, como é a economia, saúde, educação, justiça.

O que se passa? Os partidos estão com medo das forças menos populares?

O que tem acontecido em relação à cobertura jornalística das campanhas eleitorais tem sido uma vergonha. O melhor é não fazer eleições.

Sem comentários:

Share Button